A importância do cuidado especializado na primeira infância

A primeira Infância é uma fase determinante para desenvolvimento da capacidade cognitiva e sociabilidade do indivíduo. Estudos demonstram que é durante essa etapa que o cérebro humano desenvolve a maioria das ligações entre os neurônios. E as conexões são estimuladas através do vínculo afetivo com a mãe, pai ou cuidadores. Este último caso não está relacionado apenas aos que cuidam das crianças em casa. Os profissionais que atuam nas escolas, tanto professores quanto auxiliares, também criam vínculos importantíssimos com os pequenos. É por esse motivo que toda a equipe escolar que atua na Educação Infantil precisa de uma ampla capacitação para que possam ter clareza e conhecimento sobre os cuidados necessários com os pequenos e, assim, possam demonstrar aos pais a segurança que eles precisam.

A relação de confiança é extremamente importante ao andamento da rotina escolar, por isso, precisa ser um dos maiores investimentos da escola. O profissional precisa se conectar com a criança desde o primeiro momento na escola. Independentemente da função, o adulto do ambiente escolar precisa se interessar por cada criança e respeitá-la enquanto um ser humano único e dotado de particulares. Entender e praticar essa conexão garante que as crianças se sintam seguras nesse ambiente e possam se abrir a essa nova experiência de maneira positiva, obtendo os melhores resultados pedagógicos e de inter-relações”, afirma a gestora da Educação Infantil e Ensino Fundamental 1 do GGE Boa Viagem, Nayana Paiva.

Para dar uma formação mais ampla às cuidadoras das turminhas do infantil, o Colégio GGE solicitou à equipe da empresa Babá dos Sonhos uma adaptação do programa de formação de babás para este contexto escolar. Assim, a empresa, especializada em treinamento de babás, oferece periodicamente um treinamento para a equipe de cuidadoras do GGE, que contempla temas que abrangem desde a saúde da criança, hábitos de higiene, comunicação, primeiros socorros, como prevenir acidentes, alimentação e até mesmo formação técnica acerca do desenvolvimento esperado para cada faixa etária.

Ampliar o olhar das cuidadoras, oportunizando que elas compreendam que essa é uma fase que exige sensibilidade e respeito em cada situação, é um dos grandes diferenciais desse serviço em nossa escola, fazendo com que as crianças se sintam seguras e assistidas mesmo em atividades simples da rotina. Esse vínculo é extremamente importante e auxilia também o desenvolvimento pedagógico dos alunos”, ressalta Nayana.

Tendo em mente que o processo de cuidar exige total entrega e atenção, no treinamento, a equipe de profissionais que atua com as crianças – inclusive a equipe pedagógica – recebe orientações também sobre o tom de voz, expressões e postura. “Entendemos que esses profissionais são referenciais às crianças nessa fase do início da vida escolar e o nosso objetivo é que elas tenham a experiência mais positiva possível com os adultos que passam a fazer parte da rotina de cada uma delas”, explica Nayana.

Os cuidados pessoais também são abordados. Neste caso, a principal preocupação é evitar pontos de distração para a criança como, por exemplo, cabelos soltos, unhas compridas ou excesso de acessórios.

Além disso, de acordo com a gestora do GGE Boa Viagem, ao início de cada ano letivo, toda a equipe escolar imerge em uma semana de formações e treinamentos acerca de suas funções.

Nesse momento, além de reforçar as expectativas e objetivos do ano letivo, aproveitamos para relembrar os pilares dessa formação que é mais geral, além de elaborar outros momentos formativos com base nos aspectos que a coordenação entende que é necessário à rotina, ou de acordo com as melhorias que serão implementadas”, detalha Nayana.

Para ampliar a relação de confiança com os pais, o Colégio GGE também investe em uma agenda eletrônica diária, com registros detalhados da rotina da criança na escola. O conteúdo inclui fotos das atividades realizadas e informações importantes sobre o comportamento, atividades e conteúdos vistos durante o dia.

Além disso, ao final da unidade, as professoras, juntamente com toda a equipe pedagógica, elaboram um relatório de acompanhamento de todas as crianças, explanando como está a evolução dos objetivos pedagógicos, motores, de comunicação, socialização, alimentação, entre outros. “Esse é um momento muito especial, pois a professora conversa com cada família, clarificando os objetivos já alcançados, quais ainda teremos que alcançar e quais os aspectos específicos de cada criança”, relata Nayana.

0 respostas

Deixe uma Resposta

Deseja deixar seu comentário?
Comente e participe! Sua opinião é muito importante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.