A importância dos planos de estudos diante do isolamento social

O isolamento social trouxe inúmeros desafios para todas as famílias. Um deles é a dificuldade em manter a rotina dos filhos. Isso inclui os afazeres domésticos, o acompanhamento das aulas online e, ainda, o monitoramento dos estudos. Estando o tempo todo em casa, os horários se confundem e as tarefas podem ser atropeladas. Por isso, é importante que as famílias invistam no planejamento das atividades, com horários determinados e pensados em conjunto para que todas as tarefas sejam cumpridas.

É necessário que a família como um todo siga uma rotina. Não só as crianças e adolescentes, pois é através do exemplo comportamental que o outro se modifica. Sendo assim, não basta colocar o despertador e falar para ele acordar cedo para assistir as aulas, enquanto os pais ficam na cama dormindo ou de pijama até quase a hora do almoço. Todos da casa devem vivenciar esta rotina“, ressalta psicóloga da unidade GGE Benfica, Liliane Nascimento.

É importante lembrar que a rotina de estudos não se refere apenas ao estabelecimento de horários. É preciso também incluir momentos para praticar atividades físicas e separar um cantinho para o trabalho e estudos.

Maeli Ramos, psicóloga do Ensino Fundamental 1 do Colégio GGE, reforça que é através da rotina que os pais podem auxiliar os filhos a manter o planejamento dos estudos. E, diante do isolamento social, essa organização inclui os momentos para assistir aulas online, revisar conteúdos e realizar as tarefas, assim como momentos para brincar e relaxar. “Precisamos considerar o possível impacto que a privação social pode gerar nas crianças, pois é um desafio conciliar uma rotina em tempos de distanciamento social com as emoções desconfortáveis que podem surgir como reflexo dessa experiência“, alerta.

A gestora pedagógica da unidade GGE Boa Viagem, Nayana Paiva, diz que para que o plano de estudo funcione, esta precisa ser uma criação em conjunto.  Ou seja, é necessário que o aluno participe, opinando em qual horário ou espaço se sente melhor para estudar. “Isso auxilia no sentimento de pertencimento dessa rotina, o que vai ser muito importante para criação do hábito“, afirma. Em seguida, é necessário avaliar uma rotina real. “Estamos em um contexto onde o ideal acaba se tornando desfavorável por todo sentimento que esse cenário carrega, por isso, avalie junto ao seu filho quanto tempo ele realmente consegue ficar concentrado às atividades e também inclua momentos de lazer em alternância às obrigações“, orienta.

Segundo Nayana, os pais podem ajudar os filhos monitorando o cumprimento da rotina estabelecida, perguntando se há algo que ele gostaria de ajustar, o motivando nas obrigações e, sobretudo, demonstrando interesse pela evolução desse hábito. “Estamos todos num cenário no qual não podemos manter o mesmo nível de exigência de produtividade todos os dias, nem conosco e nem com os nossos“.

Outro ponto importante que deve ser levado em consideração quando estiver montando o plano de estudos é a qualidade de estudos. É importante investir um tempo maior naquelas disciplinas na qual a criança tem dificuldades, mas não deve haver uma sobrecarga, pontua Maeli Ramos. Uma dica neste sentido é fazer uso de técnicas de estudos como, por exemplo, resumo, marcar e sublinhar trechos, releitura, autoteste para checar o conhecimento e a prática diária dos conteúdos.

De acordo com o coordenador pedagógico do Ensino Médio do GGE de Caruaru, Tarcio Augusto Farias, neste momento, os pais de adolescentes também precisam criar uma rotina saudável e adequada para eles. Neste caso, é importante traçar os horários de estudos, de revisão, de exercícios e de lazer. “Os pais serão os mediadores, os facilitadores para que o adolescente crie rotina de estudos, mas tendo a clareza que ele também precisa do momento de lazer e de repouso. Relaxar é tão importante quanto estudar. O essencial é organizar a rotina“, diz.

O coordenador explica que neste período de quarentena, o aluno do Ensino Médio precisa estruturar os horários de estudos intercalando, por exemplo, disciplinas de exatas e humanas. “Estabelecer uma rotina que não precisa se apegar aos cinco dias da semana, mas que consiga ter concentração e foco no que está sendo estudado“, orienta. Para os que estão nesta etapa de ensino, outra dica importante é o foco em exercícios. “Com prática, pode retornar à teoria para entender melhor. O momento é investir em exercícios“.

Outra orientação para os adolescentes que precisam estruturar os horários diante do isolamento é manter os horários de aulas como se elas estivessem ocorrendo presencialmente. “Hoje temos os três turnos em casa, Mas não é porque as aulas ficam gravadas que ele pode deixar para vê-las depois. Se as aulas presenciais seriam pela manhã, é neste horário que ele deve assistir ao conteúdo online“, ressalta a psicóloga do Ensino Médio da Unidade GGE Boa Viagem, Thaís Oliveira.

Com os horários estruturados, fica mais fácil para o aluno criar uma rotina de estudos mesmo diante de um cenário ainda tão desconhecido e cheio de incertezas. Um plano de estudos bem elaborado e feito de acordo com as necessidades do aluno fará toda a diferença para oferecer a segurança necessária ao estudante mesmo diante do isolamento social.

Quer mais dicas sobre como criar um plano de estudos?

Clique abaixo e faça o download do E-book que preparamos sobre o assunto:

Confira a seguir outras dicas da equipe GGE para garantir a eficiência do seu plano de estudos:

  • Determinar um horário para começar e terminar de estudar;

  • Definir um ambiente adequado para o estudo;

  • Ter disposição;

  • Separar o material que vai estudar;

  • Revisar conteúdos;

  • Ter tranquilidade;

  • Ficar off das redes sociais;

  • TV obrigatoriamente desligada;

  • Não estudar deitado;

  • Dar 10 minutos de intervalo entre uma disciplina e outra;

  • Evite comer em grande quantidade antes de estudar;

  • Lembrar que alimentação, sono e atividade física aumentam a capacidade de memorização

Notícias Relacionadas

2 respostas

Deixe uma Resposta

Deseja deixar seu comentário?
Comente e participe! Sua opinião é muito importante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.