Alimentação em tempos de pandemia

Sabemos que ter uma alimentação saudável é uma questão de hábito e que esse costume começa pelos pais. Toda criança tem nos pais os espelhos, inclusive nos hábitos alimentares. Por isso, introduzir alimentos balanceados e saudáveis na rotina deve ser uma prioridade. E esta prática deve ser potencializada neste período de isolamento, quando a rotina foi drasticamente alterada e o convívio com a família foi ampliado. Porém, não é porque o momento de isolamento é complexo que os pais devem relaxar com a alimentação. Pelo contrário! Esses momentos podem ser oportunidades de construir experiências divertidas na cozinha e ainda introduzir novos alimentos ao dia a dia dos pequenos.

Inclusive, em tempos de pandemia, uma preocupação recorrente diz respeito à alimentação. É importante ter um sistema imunológico forte para evitar algumas doenças que podem acometer crianças e adultos. O conhecimento dos grupos de alimentos é um aliado imprescindível neste sentido. “Os alimentos não têm a característica de aumentar a imunidade, mas servem de suporte para que o nosso corpo consiga melhorar nossas defesas”, explica a professora de Educação Nutricional do GGE e consultora de qualidade da rede Appetite (responsável pela cantina das unidades GGE), Renata Freire.

Com o decreto que prevê o isolamento social em vigor, deixando as pessoas por mais tempo em casa e, por consequência, cozinhando as refeições, essa é uma oportunidade de criar momentos com os filhos. Envolvê-los tanto na escolha do cardápio semanal como na preparação das refeições é uma ótima alternativa. Dessa forma, a criança passará a ter interesse pelo que está comendo e ainda terá vontade de experimentar pratos novos.

Levar a criança para o preparo dos alimentos é uma ótima forma de estimular que ela possa provar coisas novas. Além disso, conta muito o exemplo que os pais podem dar aos filhos, variando os alimentos e tendo sempre uma alimentação equilibrada. A criança se espelha nos pais, então, vendo-os comer, também terão interesse em provar”, diz Renata Freire.

Notícias Relacionadas

0 respostas

Deixe uma Resposta

Deseja deixar seu comentário?
Comente e participe! Sua opinião é muito importante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.