Como introduzir verduras na alimentação das crianças

Dificilmente você escuta uma criança dizer que ama uma verdura. Esse grupo de alimentos raramente está na lista dos favoritos. Mas, frutas e verduras são fontes ricas em nutrientes como minerais, vitaminas e antioxidantes. Por isso, a ingestão delas é necessária por ajudar a fortalecer o sistema imunológico contribuindo para a saúde das crianças. É por isso que criar o hábito alimentar desses itens é primordial desde a introdução alimentar. Um bom início ajuda a preparar o paladar da criança para uma vida de alimentação equilibrada e prazerosa.

Nesse processo da introdução de verduras na alimentação das crianças, muitos pais ficam cheios de dúvidas. A primeira delas é sobre quais verduras devem ser apresentadas em primeiro lugar. Mas, segundo a nutricionista infantil e professora de Educação Nutricional do GGE, Nancy Pernambuco, não existe uma ordem para introdução desses alimentos.

As verduras devem ser oferecidas logo na introdução alimentar, a partir dos seis meses de vida. Então, a ordem em que devem ser apresentadas às crianças depende do tipo do método de introdução que está sendo utilizado. Normalmente, a indicação é de iniciar pelo brócolis, cenoura e batata”, comenta.

Além disso, a especialista também explica que oferecer o alimento triturado não é uma boa alternativa.

Assim, estaremos enganando a criança. O correto é trabalhar esse momento de negação com atividades de educação nutricional para a criança conhecer o alimento. O comer será uma consequência”, afirma Nancy Pernambuco, enfatizando que o brincar é a forma mais eficaz de fazer com que as crianças aceitem determinado tipo de alimento. “A criança aprende brincando. O ato dela provar aquele alimento surgirá dela mesmo e desses momentos”, explica.

E dentro do processo de aceitação e aprendizagem, sempre há aqueles alimentos mais rejeitados. Mas, é preciso lembrar que a rejeição não é definitiva. Um item pode ser rejeitado hoje, mas, amanhã ser bem aceito. É por isso que é preciso continuar oferecendo os alimentos às crianças, mesmo que elas já tenham rejeitado o item outras vezes. “Todos temos preferências alimentares e isso deve ser respeitado. Conseguimos identificar uma rejeição quando todas as alternativas de introdução foram feitas sem sucesso. Lembrando que esse mesmo alimento deve ser ofertado diversas vezes, de formas diferentes, em contextos diferentes e em momentos diferentes”, orienta Nancy Pernambuco.

Sabendo que os pais são os espelhos dos filhos, é também importante que haja a preocupação com a alimentação, sempre buscando uma melhor forma de apresentar os itens, gerando a curiosidade e o interesse. No Colégio GGE, os alimentos são abordados dentro do programa de Educação Nutricional voltado para a Educação Infantil. São aulas semanais, com duração de 30 minutos por turma, onde são realizadas atividades lúdicas, contação de histórias e brincadeiras visando o aprendizado sobre alimentação adequada, equilibrada e saudável.

Para trazer um pouco dessa dinâmica realizada em sala de aula e ainda contribuir com ideias de como introduzir as verduras na alimentação das crianças, a nutricionista infantil e professora de Educação Nutricional do GGE, Nancy Pernambuco, preparou alguns vídeos com dicas que irão lhe ajudar a tratar o tema em casa.

Aperte o play e confira!

Notícias Relacionadas

0 respostas

Deixe uma Resposta

Deseja deixar seu comentário?
Comente e participe! Sua opinião é muito importante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.