Plano de estudos é estratégia de sucesso para alunos; veja dicas e elabore o seu

Ferramenta ajuda estudantes a equilibrar tempo entre aprendizado, descanso e outras atividades

Fazer um plano de estudo não é apenas distribuir o tempo entre os assuntos que precisam ser vistos ou revistos, mas mesclar, de forma equilibrada, os conteúdos a serem aprendidos, o descanso, o lazer e a alimentação saudável. Usar o tempo disponível com inteligência é estratégico para alcançar resultados e manter a qualidade de vida.

Algumas instituições de ensino aplicam esse método de organização gradativamente, para que vire uma rotina para os estudantes. No Colégio GGE, por exemplo, desde o 9° ano do Ensino Fundamental, alunos e alunas são estimulados a disciplinar a rotina escolar; nos três anos do Ensino Médio, às portas do Enem e nas etapas do SSA da UPE, isso se torna ainda mais importante.

Um engano muito frequente de quem tenta organizar uma rotina de atividades é não distribuir bem o tempo. “Não descansar para assistir às aulas no dia seguinte e preferir usar parte da madrugada para adiantar o assunto é um erro”, diz a psicóloga do GGE, Emanuela Freire. Afinal, ela explica, estudantes não precisam apenas estudar muito, mas ter qualidade no tempo dedicado. “É preciso aprender enquanto se está estudando”, orienta.

Planejando mais qualidade

Judá Porfiro foi aluno do GGE durante todo o Ensino Médio e seu objetivo maior no 3° ano era “tirar a maior nota possível para ter liberdade de escolha do curso”. Ao longo dos três anos de GGE, ele percebeu a importância de ter um planejamento de estudos, pois quanto mais organizada passou a ser a rotina de Judá, mais tempo livre ele passou a ter.

Inicialmente, eu não pretendia fazer nenhum plano de estudo, achava que não era algo para mim. Cheguei a fazer o primeiro e o segundo anos sem isso, mas no começo do terceiro, os professores começaram a ‘puxar mais’. Falaram sobre a importância do planejamento, e eu decidi fazer”, lembra.

O plano de estudos fez o inverso do que eu esperava: me deu maior liberdade. Passei a não me preocupar tanto com as matérias que tinha que estudar, com o momento que as provas chegariam, se eu teria tempo para descansar, porque tudo fluía melhor com a nova organização do tempo”, conta Judá, que foi orientado pela escola, mas optou por construir seu planejamento sozinho.

Já a aluna Aline Soares, no GGE desde 2017, achou a ideia do planejamento boa desde o início. Antes, ela não conhecia a ferramenta que passou a ser sua aliada e garantiu um uso inteligente do seu tempo. Aline conta que gosta do método porque consegue organizar o que precisa ser visto e chega ao fim da semana com essa dimensão mais concreta.

Com a minha coordenadora, resolvi fazer um plano de estudo mais sério no terceiro ano, que é um ano revisional, que precisava ser completo. Eu também tenho um planner, onde escrevo tudo o que preciso fazer. É muito mais fácil que chegar na última hora e tentar revisar tudo, sem saber por onde começar. Consigo estudar com calma, cumprir meus horários direito. Sei que o vestibular não é apenas saber conteúdo, é estar com o emocional tranquilo”, ensina Aline.

Formulando um plano

Ao início de cada ano, a equipe do Serviço de Orientação Educacional e Psicológica (SOEP) do GGE organiza horários de estudo com os alunos. Costumam dizer que, nesse início, o que se cria é um “piloto”, que será adaptado e melhorado ao longo do ano.

Depois disso, cada aluno tem autonomia para seguir colocando em prática o planejamento. A equipe de psicologia permanece à disposição para pedidos de ajuda, mas também monitora o desempenho através das notas.

Emanuela lembra que, ao criar a sua rotina, é preciso levar em conta os objetivos que precisam ser cumpridos, em quanto tempo, e qual o período que consegue se concentrar. “É também importante levar em consideração sua realidade em casa e encaixar nesse planejamento tempo para se alimentar com calma, fazer exercícios, fazer pausas e dormir bem”, finaliza.

Fonte: NE10

Quer saber mais sobre o assunto? O Colégio GGE preparou um e-book especial, com orientações sobre como preparar o melhor plano de estudos para você. O material está disponível para download gratuito e oferece ainda dicas de aplicativos para celulares e tablets, que podem auxiliar a organização em um clique.

Notícias Relacionadas

0 respostas

Deixe uma Resposta

Deseja deixar seu comentário?
Comente e participe! Sua opinião é muito importante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.